Paz

THOMAS TOVSTIGA

peace-image-1024x576

Este mundo é uma tempestade atirada. Seus líderes e governos não passam de ondas ascendentes e descendentes no vasto e tumultuado oceano da humanidade. Acima do barulho das ondas que se abrem, ouvimos o gemido da alma: “Dê-me paz!” Se houvesse uma coisa –uma coisa desejada acima de tudo por todos os filhos de Adão, essa coisa seria a paz! Oh, por uma gota de paz verdadeira! Ai de mim, tal paz foge ao seu alcance frenético! Eles “são como o mar bravo, porque não se pode aquietar, e as suas águas lançam de si lama e lodo”. (Isaías 57:20)

Multidões de seres humanos pobres simplesmente não conseguem lidar com a vida! Incapazes de suportar as ondas diárias de tantas tensões: abuso doméstico, perdas financeiras, problemas de saúde – e assim, multidões se afogam em desespero. As doses de medicamentos são aumentadas para ajudar a acalmar seus nervos desgastados. Então vem a pandemia da COVID-19. Quantos de nós não ouvimos falar que se voltaram para o suicídio depois de ver seu mundo desmoronar?

O que cria esta crise comum se não o mar fervente do pecado dentro de cada alma não regenerada? Quem pode resolver os problemas dos outros se sua própria alma é apenas mais um mar agitado? Os bilhões de Jeff Bezos não podem comprar uma única gota de paz para ele. Pobre homem rico! Ele tem tudo, exceto uma paz sem preço! Somente o coração que foi justificado pela fé e corrigido aos olhos de um Deus santo, pode ter paz com Deus, como F. B. Meyers afirmou com precisão: “A justiça deve preceder a paz”. A verdadeira paz é o resultado da tempestade do pecado ter sido acalmada por Jesus Cristo. Em alívio, o compositor exclama: “Ele acalmou o mar de lutas internas e me fez vir até Ele”. Oh, as alegrias sem limites daqueles que ouviram o Mestre falar à sua tempestade aquelas palavras que mudam a vida deles, “Paz, fique quieto!”. Jesus Cristo, o Salvador, ainda hoje caminha pelos mares revoltos.

Esta é uma paz que ultrapassa todo entendimento. Mentes carnais não conseguem navegar para encontrar sua morada. Procurada por fora de Cristo, ela ilude até mesmo os mais sábios e persistentes dos buscadores. Esta paz não é compreensível para aqueles que não a experimentaram. Em tempos de perseguição, foi esta paz que reinou no coração da juventude cristã atirada aos leões. É esta paz que dá conforto àqueles que são abandonados por amigos e familiares mundanos por sua justa posição. É esta mesma paz que permite que nossos entes queridos agonizantes passem triunfantemente de seu leito de morte para a vida sem fim. Por ter feito as pazes com Deus na vida, um filho de Deus pode descansar em paz na morte. Para encontrar seu Criador em paz – o que vale! Que realização!

Que o chamado da esperança ressoe da margem do céu: A paz é alcançável! Buscai-O, ó nações; buscai-O, Jesus Cristo, o Príncipe da Paz!

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário