O Retorno do Dragão

Susan Mutch

1605_Page_11

Nosso mundo mudou drasticamente. É porque um dragão, uma vez preso, foi solto neste tempo do fim, exatamente como as profecias bíblicas declararam. De acordo com as profecias bíblicas, a vinda do Senhor será precedida por certos sinais. Um desses sinais indicando claramente a iminência de Seu retorno é que haverá um reavivamento do paganismo.

O livro do Apocalipse revela três grandes inimigos da igreja. O primeiro, o dragão, é encontrado em Apocalipse, capítulo 12. Em uma rica linguagem simbólica, vemos a igreja matutina produzindo conversos que o dragão procurou devorar assim que nasceram. O Novo Testamento, assim como a história secular, confirma que o paganismo era um poder antagônico e perseguidor contra o cristianismo primitivo. Está em guerra com Jesus e Seus anjos (significando mensageiros ou ministros). Muitos foram martirizados nesta guerra contra o dragão, mas o cristianismo prevaleceu.

Apocalipse 20: 1-3 reitera esses mesmos eventos, pois este capítulo revela a história do dia do evangelho desde o tempo da igreja vespertina até o seu término no Dia do Julgamento do Grande Trono Branco.

“E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão.Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois disto importa que seja solto por um pouco de tempo”.

O dragão, não o próprio diabo, está sendo amarrado por um anjo aqui. O paganismo era um sistema diabólico de religião falsa planejado por Satanás para destruir almas. Os Apóstolos pregaram o evangelho com a Palavra e o Espírito (a chave e a grande corrente) para os gentios que há muito foram enganados por esse poder do dragão. A luz do evangelho penetrou nas trevas pagãs e multidões foram libertadas de seus ídolos para servir ao Deus verdadeiro e vivo. Vemos um exemplo prático disso em Atos 19, onde os fabricantes dos ídolos viram seu ofício estar em perigo e foram incitados contra os ministros de Deus. O paganismo perdeu sua força sobre as nações para enganar as almas quando o evangelho chegou, portanto, foi amarrado ou “calado”. A verdade limitou as mentiras pagãs. Mil anos simplesmente representa um longo período de tempo.

Em Apocalipse 20: 7-9, aprendemos que os eventos acontecerão pouco antes do retorno de Jesus Cristo para chamar este mundo para o julgamento final. “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão …” (Verso 7).

Muitas mentes agora pensam imediatamente em um futuro de 1000 anos, reino literal na terra. Mas essa profecia não fala de nenhum acontecimento futuro, nem aqui nem em qualquer outro lugar da Bíblia. É o dragão sendo solto da prisão – o mesmo dragão, chamado Satanás, do verso 2. O paganismo é solto depois de ser contido por tanto tempo.

Não é preciso procurar muito para ver que isso já aconteceu. Nosso mundo está se tornando cada vez mais pagão. Olhe na seção espiritual das principais livrarias. Livros sobre o ocultismo, movimento nova era, wicca, yoga, meditação, religiões orientais (poderíamos alistar muito mais), muitas vezes superam os livros cristãos.

Procure em qualquer cidade e veja as novas lojas da nova era e encontre suas feiras psíquicas anuais. Veja os livros didáticos nas escolas públicas. Eles não estão ensinando o que foi ensinado quarenta anos atrás. Deus foi expulso das escolas e cada vez mais fora do governo, enquanto a evolução e o humanismo estão sendo abraçados, com um antagonismo a qualquer coisa verdadeiramente cristã.

Juntamente com a ascensão do humanismo secular e dos poderes políticos ateístas, vemos claramente um renascimento do budismo fundamental, do hinduísmo e das religiões sique e muçulmana.

Ao longo dos últimos 100 anos, o dragão entrou lentamente em cena, estourando particularmente nas décadas de 1970 e 1980, causando uma mudança de paradigma na sociedade como um todo.

O Apóstolo Paulo advertiu em 2 Timóteo 3: 1 que nos últimos dias perigosos viriam. O perigo está nos enganos extremos desenfreados neste tempo do fim, para não mencionar o tipo de pessoas que está produzindo.

“E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou”. Apoc. 20:7-9

O paganismo “sairá para enganar as nações” e se unirá a Gogue e Magogue. Aqui temos os outros dois principais inimigos da igreja – Gogue e Magogue. Os capítulos 38 e 39 de Ezequiel falam-nos destes inimigos literais, que vieram “contra o meu povo de Israel”. Eles representam os outros dois inimigos da igreja que Satanás usou sucessivamente para enganar almas depois que o paganismo perdeu sua força – o catolicismo de Apocalipse 13: 1) e Protestantismo (a besta com chifres como um cordeiro em Apocalipse 13:11). Cristianismo Falso!

Neste tempo final, todas as três entidades se reuniram na largura da terra. Isto é claramente evidenciado no movimento ecumênico. Não apenas católicos e protestantes deram as mãos, mas as religiões orientais também encontraram um lugar nessa tríade de erros, criando uma potente mistura de engano sem precedentes. Todos concordaram em não julgar e todos podem acreditar no que quiserem. Como os pagãos de antigamente escolheram o (s) deus (es) de sua escolha, existe agora um novo tipo de politeísmo sob o disfarce do cristianismo – escolha a igreja (ou não-igreja) de sua escolha; todos os caminhos levam ao céu.

Sua tolerância termina, no entanto, quando se trata do acampamento dos santos, a amada cidade – a Igreja de Deus. Eles agora compõem a verdadeira Igreja com suas tropas aliadas para lutarem contra ela. Parece evidente que Deus ainda tem uma Igreja no final do dia do evangelho, ou o diabo não teria uma para englobar e lutar!

Fiel a outras profecias, Deus tem estado e ainda está reunindo o seu povo de volta ao seu único rebanho, a igreja visível (Mateus 24:31; João 10:16).

Todos esses eventos marcam claramente a breve vinda do nosso poderoso Salvador. Apocalipse 20: 3 afirma que quando o paganismo é solto, será apenas por “um pouco de tempo”. Muito pouco tempo agora resta antes do retorno de Jesus Cristo. “quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas”.

Share this post

Deixe um comentário