O mundo está em problemas

Susan Mutch

the-world-is-in-trouble-image-1024x734

Ah, a boa vida! Família, uma casa, veículos, um emprego seguro! As multidões são de fato abundantemente abençoadas, merecedoras ou não. Pouco perturba o refluxo e o fluxo de muitos uma vida confortável. No entanto, a vida não oferece nenhuma garantia de problemas. Seria ingênuo pensar que se está isento de algum tipo de emergência no decorrer da vida.

Considere os eventos recentes. No mês passado, poderíamos imaginar fronteiras fechadas entre países, milhares de cancelamentos de voos, restaurantes, pubs, empresas e até mesmo igrejas fechando globalmente; quarentenas impostas pelo governo, e uma economia global instável? A pandemia do coronavírus está perturbando a “vida como sempre”, enquanto uma população mundial desorientada está de olho. O que acontecerá a seguir? Aonde isso levará? Por quanto tempo isto vai continuar? Será que as companhias aéreas continuarão? As companhias aéreas falharão? Como pagarei minhas contas? Para onde vou em busca de ajuda? E se eu pegar o vírus? Eu vou morrer?

Oh, a incerteza de tudo isso! E de fato, não sabemos o que será no dia seguinte, nem quanto tempo isso durará ou quantos, de fato, morrerão. Quais são todas as implicações desta emergência? Os pressentimentos de problemas e, sim, até mesmo o medo da morte estão enchendo muitos corações de angústia. A vida sofreu uma mudança súbita e drástica – tão inesperada, tão inconveniente, tão indesejada.

Meu coração está com os doentes ou moribundos. Meu coração está com aqueles que podem sofrer dificuldades financeiras devido à perda de emprego e que podem estar se perguntando como irão suprir as necessidades básicas da vida. Estou preocupado com aqueles empresários que podem enfrentar a possibilidade de perder tudo se esta crise persistir por um tempo prolongado.

O mundo está em problemas, fazendo com que as massas se abalem e tenham que pensar em algo além de esportes, carreiras, boates e bares, recreação, viagens, ou qualquer outra coisa que lhes agradava quando a vida era “normal”. Os solavancos da vida, de qualquer natureza, são difíceis e indesejáveis. No entanto, pode ser que um convidado tão indesejado possa provar ser uma visita de misericórdia. Adam Clarke declarou com razão: “Os homens raramente buscam a Deus na prosperidade. Eles são aptos a descansar em uma porção terrena, mas Deus em misericórdia incorpora isto pela adversidade. Depois há um grito geral depois de Si mesmo como nosso chefe, sólido e único bem permanente”.

Os humanos tendem a esquecer o quão frágeis e necessitados eles realmente são. Ou seja, até que a saúde falhe, o emprego cessa e as contas de poupança diminuem. As emergências têm uma forma agressivamente perturbadora de forçar mudanças no estilo de vida. Esperemos que também façam com que as pessoas repensem suas prioridades na vida. Se isso for feito, o bem pode sair do mal.

Os tempos sérios levam as pessoas a pensar de forma mais sóbria. E, na verdade, já é hora de que o façam. A maioria vive como se o conforto das criaturas fosse o propósito de sua existência. Loucos por prazeres e vontade própria, multidões passam os dias de suas vidas vaidosas aqui com pouco pensamento de Deus. Elas não sentem necessidade d’Ele. A vida é boa. Eles têm as coisas sob controle. Ou assim pensavam eles.

Em qualquer dia, a riqueza pode tomar asas e voar para longe, um aviso de demissão pode acabar com a situação de trabalho “seguro”, os relacionamentos podem acabar, ou o saudável pode ficar fatalmente doente. Se estes suportes terrenos falharem, em que você se manterá? Onde você vai encontrar segurança e refúgio? Para quem você irá? Os governos podem salvá-lo? Para qual país você irá fugir? Você não sabe que “as nações são consideradas por ele [Deus] como a gota de um balde?” (Isaías 40:15) Você já esqueceu que os reinos sobem e descem como as ondas do oceano?

Ó homem indefeso! Quando todos os recursos humanos falharem, o que você vai fazer? Quando a vida se sobrepuser ao estresse crescente e aos medos que sobrecarregam os nervos, como você navegará através da escuridão quando a força e a coragem se forem?

Não é de admirar que Deus se compadeça de nossa estrutura. Ele sabe que somos apenas pó (Salmo 103:13-14). O homem leva apenas um bom tempo para se dar conta de que afinal não é invencível.

A irmandade dos homens está sofrendo. O mundo está em crise. Pode-se dizer que foi posta de joelhos.

Os suportes terrestres estão falhando – globalmente. Não sabemos o que um outro dia trará. Há um medo e uma ansiedade crescentes no coração das massas. É necessário um refúgio; um abrigo permanente contra as tempestades da vida.

E a todos os nossos irmãos e irmãs angustiados em Adão, trago boas notícias. Há um refúgio seguro para vocês. Está em Deus, seu Criador. O salmista disse bem: “O SENHOR será também um alto refúgio para o oprimido; um alto refúgio em tempos de angústia.” Salmo 9:9. Deus é real, e seu amor pelo homem é real.

O próprio Deus que as nações esqueceram convida a todos a virem até Ele. Ele oferece perdão e refúgio a todos. Ele acalmará todas as tempestades e proverá todas as necessidades para aqueles que depositarão nEle sua confiança.

A crise do coronavírus colocou muitas coisas em pausa atualmente. Por que não aproveitar este tempo para considerar seus caminhos? Você tem passado seus dias apenas vivendo para os prazeres desta vida vaidosa? Você tem negligenciado Deus e Sua grande oferta de salvação? Você já considerou o que Ele está exigindo de você? Você realmente conhece Deus? Você está obedecendo ao evangelho Dele em sua vida diária? (2 Tessalonicenses 1:8)

Quando esta vida conturbada terminar, todos estarão diante de Deus no Julgamento – e esta geração está terrivelmente despreparada para este evento que está por vir! Isto é motivo para uma reflexão séria e sincera. É hora de despertar para a retidão e abandonar o pecado.

Queridos, precisamos uns dos outros em tempos como estes, mas nossa necessidade de Deus é infinitamente maior. Sejam sábios e busquem o Senhor. Busquem o Senhor e tenham paz – mesmo através das tempestades da vida.

“Então dali buscarás ao SENHOR teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Deuteronômio 4:29

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário