O feitiço da serpente

Zaccheus Braun

A velha serpente é um feiticeiro e tem sido assim desde o começo. De volta ao jardim, Adão e Eva foram enganados por suas seduções. No decorrer do tempo, muitos ficaram fascinados por seus encantos. E, infelizmente, os homens ainda são cativados pelo feitiço da serpente em nossos dias.

Os pecadores foram enfeitiçados pelo próprio diabo, junto com suas muitas tentações. E agora não há maneira pela qual possam libertar-se da atração constante para o mal. A propensão ao pecado é tão grande que, por mais que tentem, nunca conseguirão desvincular a atração magnética do pecado. Os ímpios correm precipitadamente no caminho da destruição e, embora sejam advertidos repetidas vezes, continuam a arruinar-se. Afinal, eles foram encantados pelo feitiço pecaminoso do inimigo.

Sua única esperança de libertação está na Semente (Jesus Cristo) que feriu a cabeça da serpente (Gênesis 3:15). Se estivermos em Cristo, somos parte dessa Semente (Gálatas 3:16 e 29). Por isso, Deus nos chamou para libertar os que ainda são mantidos em cativeiro pelo feitiço de Satanás. Nós devemos libertá-los do feitiço do diabo. Devemos desviar seus olhos dos encantos da serpente para o último sacrifício do Salvador do mundo.

O feitiço satânico é de escuridão e só pode ser quebrado pela luz. Somos divinamente comissionados a intervir entre os pecadores e o diabo, o tempo todo fazendo com que os pecadores vejam a luz gloriosa do evangelho. Embora sua situação seja desesperadora, não é uma sem esperança! A luz do mundo pode iluminar a escuridão e abrir os olhos cegos. Além disso, Jesus disse que nós, como filhos de Deus, somos a luz do mundo (Mateus 5:14). Homens pecadores podem ser libertados, se formos apaixonados o suficiente para libertá-los. Vamos nos levantar para a ocasião. Como as chamas do inferno já estão ameaçando envolvê-los, vamos tirá-los do fogo! (Judas 1:23)

Share this post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe um comentário